sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Anunciação

Havia uma
Outra maneira
Morta na inércia
Do passo rápido
Batismo de sangue
No cálice do tempo
Coisa ampulheta
Forma de traço mínimo
Medida do medo
Grito de dor
Declaração de guerra
Iniciação ao rito
Vômitos irrompendo
A imagem surgindo
A hora chegando
Quarto branco
Tela
Puro arremesso
Ânsia de fim
Colo de asfalto
Cama de gato
Tentativa e erro
Bocas anuladas
Em lenço de seda
Ponta de lança
Sentimentos extremos
Pensamentos bizarros
Vistas embaçadas
Móbiles no teto
Demônios na janela
O céu se dissolvendo
E as mãos sujas de esperma.

0 comentários :

Manifeste-se!


Sobre o blog...

Vivo com Chronos uma relação de contemplação e medo, e à hora de matá-lo minhas mãos balançam: hesito. Meu fracasso é ser menor do que todas as possibilidades, o que é a mais pura condição humana. E numa luta desesperada contra o deus (ou a favor dele?) eu lhe oferto o que ainda me resta... Porque o tempo quer tudo, mas eu só tenho palavras.

Seguidores...

Sobre a dúvida...

"É-nos impossível saber com segurança se Deus existe ou não existe. Por isso, só nos resta apostar. Se apostarmos que Deus não existe e ele existir, adeus vida eterna, alô, danação! Se apostarmos que Deus existe e ele não existir, não faz a menor diferença, ficamos num zero a zero metafísico." - Albert Camus

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP